Marina Vilhena

Consultoria de Imagem na FOLIC Campinas

Nenhum Comentário »

setembro 23rd, 2013 Postado 7:33 pm

Esse semana que se passou foi fiz um trabalho muito bacana na Folic de Campinas, a Silvana e a Giovana, proprietárias da loja me chamaram para um evento muito legal em comemoração de 1 ano da loja no Galleria. Fiquei 3 dias atendendo as clientes da loja, dando dicas de moda e estilo e ensinado alguns truques pra mulherada se sentir mais bonita e confiante.

As dúvidas foram muita parecidas, e isso chamou minha atenção:

- Dificuldade de usar calça estampada (combinações);

- Misturar cores e estampas;

Foram muito bacanas os exercícios de combinações que fizemos com estampas e cores e foi uma grande surpresa para todas o quanto podemos usar algumas peças que a primeira vista parecem limitadas.

Como é o caso dessa calça aqui:

Captura de Tela 2013-09-23 às 16.14.51

Por ela ser colorida as clientes achavam que não iriam conseguir usá-la com freqüência, mas fizemos inúmeras combinações com ela!

Realmente é difícil ousar e saber misturar cores inusitadas, então a dica que deixo pra todas é: SEMPRE alimentem o repertório “fashion” de vocês vendo blogs, sites e revistas de moda. Usem o filtro do seu estilo e o que favorece VOCÊ e SEU corpo, mas exercitem a criatividade de combinações de cores, sobreposições e acessórios.

Aos poucos vou falando de mais dúvidas bacanas que surgiram!

Foi um trabalho delicioso de fazer! Conheci pessoas maravilhosas, mulheres incríveis e aprendi muito com cada uma!

Captura de Tela 2013-09-23 às 15.39.54

Um grande beijo!

Marina

Vestir-se Feliz!


Nenhum Comentário »

fevereiro 1st, 2013 Postado 9:51 pm

Esses dias peguei um desses jornais gratuitos na padaria e tinha um artigo bem legal falando sobre a felicidade. (Jornal 100% Vida – Edição especial de Natal, Campinas, Dezembro/12 e Janeiro/13. Pag.4). Gostei muito do texto da Silvia Barros, psicoterapeuta e psicóloga.

O artigo fala sobre a diferença entre prazer e felicidade. E achei tudo a ver com o que eu penso, falo para minhas clientes e nas palestras que ministro a respeito de estilo e auto-estima. Prazer é momentâneo, é comprar alguma coisa que queremos muito, é dar um beijo muito bom em alguém que amamos, é sair pra jantar num lugar gostoso com pessoas queridas, comprar uma bolsa e um sapato e estreá-los em uma festa super esperada, é achar aquela calça maravilhosa no seu número por mais da metade do preço em uma promoção, fazer aquele make arrasador e todo mundo elogiar.

Mas muitas vezes confundimos esses prazeres com a felicidade. Porque a felicidade independe de algum dos acontecimentos que mencionei. Felicidade é um estado de plenitude. Tanto faz o que acontece lá fora, é a nossa atitude diante dos fatos e acontecimentos e nossa postura diante a vida. Felicidade é estar bem e completo como somos e não depender de coisas e acontecimentos exteriores para nos fazer estar bem.

E o que isso tem a ver com moda?

TUDO!

O consumismo exagerado está ai pra provar isso. Por que compramos tantas coisas muitas vezes (e na maioria delas) sem precisar?

Porque comprar libera endorfina e isso nos da aquelas sensação gostosa de prazer! Mas e depois? Passa… E depois? Compramos de novo!
 Esse ciclo vira um vício em alguns casos tendo que ser tratado como doença!

O caminho é conhecermos o nosso corpo e o nosso estilo. Nem tudo que está na moda serve pra estar em nosso guarda-roupa, sabia? Além disso, nem tudo que achamos bonito temos que comprar. Não é porque acho uma roupa linda, ou uma cor magnífica ela vai ficar bem na gente e combinar com nosso estilo. Se aceitar e se amar é ser feliz, independente do que estamos usando.

Vamos estar lindos (as) com uma atitude segura que vem de dentro pra fora, sabendo que o estilo certo é ser nós mesmos!

Beijos e abraços felizes!

Marina

Sobre Experiência do Consumidor

Nenhum Comentário »

janeiro 16th, 2013 Postado 8:09 pm

I_love_Apple

Sou uma Apple LOVER!

Assumida e convicta e ainda mais depois de ler a biografia do Steve Jobs.

Sem entrar no assunto sobre a sua personalidade e habilidades sociais, mas quero falar sobre a visão empresarial dele. Um dos maiores visionários na minha opinião (e acredito que de muitos).
Como o próprio autor do livro disse “ele não era apenas inteligente, ele era um gênio”. E entre tantas coisas maravilhosas que podem ser faladas a respeito das realizações de Steve Jobs (Apple e Pixar) uma em especial chama a minha atenção, a preocupação com a experiência do seu consumidor.

O mais bacana disso é que é a base de tudo feito por ele, estava sempre a preocupação pela melhor maneira de surpreender, encantar, facilitar a vida de seus clientes:

- A estética: todos gostam de ter e ver coisas bonitas e com um design no mínimo agradável;

- A funcionalidade: todos seus produtos são intuitivos, de fácil raciocínio e manuseio, além de terem funcionalidade múltipla. Quem tem um iPhone não vive mais sem ele! Todos os produtos criados pela Apple são para esse fim. Pra que ele faça parte da sua vida.

- O serviço: quem já foi a uma Apple Store sabe do que eu estou falando, o atendimento é impecável, o visual, o apresentação dos produtos, a circulação, não há filas por mais que as lojas estejam lotadas, enfim, um deleite pra quem gosta de ser bem atendido!

Todos esses itens são ligados de ponta aponta de qualquer produto da empresa, pensando nos mínimos detalhes: percepção visual, auditiva, sensorial (temperatura e tato) e sentimental.

E isso tudo faz TODA a diferença em tudo a nossa volta, nos nossos negócios, empresas e até mesmo em nós mesmos. E por incrível que pareça as pessoas não se atentam a esses “pequenos detalhes” – A EXPERIÊNCIA DO CONSUMIDOR!

Quando saímos de casa, onde supostamente nos sentimos mais seguros e confortáveis gostamos de estar em lugares que nos deixam tão ou mais confortáveis que nossa casa. Se você pode escolher onde vai consumir alguma coisa (serviço ou produto) vai escolher preferencialmente um desses lugares.

Então está ai o desafio, CONHECER SEU PÚBLICO-ALVO e seu consumidor (aliás, você conhece seu público-alvo a fundo?) e observar o que você está oferecendo para ele.

Algumas coisas a se pensar:

A imagem da sua empresa condiz com o que seu público-alvo procura?
Logo, site, folders, cartões de vista, instalações físicas, comportamento (seu e de seus funcionários) e demais questões abaixo:

- O que seu cliente vê quando encontra sua empresa (detalhes físicos e virtuais)?
Site, perfil em redes sociais (a qualidade das informações), fachada, localização, sinalização, jardim, organização.

- E quando entra? Qual o conforto oferecido em uma sala de espera, em uma sala de reunião, ou onde mais seu cliente for consumir seu produto?
Lojas, restaurantes, café, cabeleireiros, etc.

- Como seus funcionários estão se apresentando, tanto na forma de se vestir quanto de tratar os clientes? Existe um padrão de atendimento?

- Qual a sensação no ambiente?
Cheiro, temperatura, iluminação, facilidade de circulação.

- Você conversa com seus clientes pra saber se estão satisfeitos?

- Observa seus funcionários trabalhando e como seus clientes estão reagindo?

- E os detalhes?
Como estão a limpeza e o estado de conservação das coisas que compões sua empresa: copos, xícaras, tapetes, móveis, pintura das paredes, vasos de plantas, luminárias, computadores, e mais vários itens que podem ter na sua empresa.

Essas são algumas perguntas pra começar, existem outras várias que você pode fazer também em relação ao seus concorrentes e outras mais específicas do seu produto!

Agora mão a obra!

Detalhes fazem TODA a diferença!

 

11 Coisas Que Aprendi Nos Últimos 12 Meses

Nenhum Comentário »

janeiro 16th, 2013 Postado 6:58 pm

Amigos!

Quero compartilhar essas lições com vocês, pessoas tão importantes na minha vida. Pessoas com as quais aprendi e vivi muitas coisas nos últimos 12 meses.

  1. flores-1564Tudo a nossa volta conta como as coisas funcionam, inclusive em você. Por isso analogias são tão funcionais.
  2. O sexto sentido é o sábio dentro de você que teimamos em achar que é apenas um grande chato, mas no fim ele sempre tem razão.
  3. Auto-observação é o grande e primeiro passo pra saber porque algumas coisas erradas estão acontecendo na sua vida.
  4. Ficar triste é um aprendizado, temos que deixar esse sentimento tomar conta por completo, “curtir” ele pra depois saber a hora de deixar ele ir e DEIXAR ele ir.
  5. O esforço pra fazer com que as coisas nunca mudem é que causa sofrimento. Tudo muda o tempo todo, não adianta resistir.
  6. Você vê o mundo da forma como seu coração está (tristeza, raiva, alegria, amor…)
  7. Deus é perfeito e faz TUDO, tudo mesmo para um bem maior. Não é Ele quem não sabe explicar. Nós é que somos muito pequenos pra entender isso.
  8. O contrário do amor não é o ódio e sim o MEDO.
  9. Existe uma coisa chamada “crença auto-realizadora”, muito perigosa por sinal. Ex: se você acredita que não é amado, isso vai acontecer. Mesmo que a outra pessoa ame, você faz que faz, briga, enche o saco, diz que não, até que outra pessoa fica tão desiludida e triste que pode acabar acontecendo.
  10. Ninguém é de todo mal. É muito provável que não façam o mal pra você porque estavam fazendo um plano diabólico pra te ferrar. As coisas simplesmente acontecem porque cada um tem um ponto de vista e uma maneira de ver e viver o mundo.
  11. E por último: Let it be!

E que venham os próximos 12 meses, ainda mais recheados de dias maravilhosos, realizações, amores, alegrias e sabedorias!

Um incrível ANO NOVO pra você!

 

A delícia de se encantar!

Nenhum Comentário »

outubro 1st, 2012 Postado 8:39 pm

Quando a gente se encanta, se delicia com a sensação gostosa da admiração, todo nosso corpo se sente fascinado por aquilo que estamos vendo, ouvindo, sentindo ou conhecendo. Pode ser uma pessoa, um lugar, uma obra de arte, uma música, um produto ou tudo isso junto.

A sensação é sempre de descobrir um tesouro, perdemos um pouco a noção do que está a nossa volta. É tudo de bom!

Em uma recente viagem a Disney, um lugar que eu sinceramente nunca tive vontade de conhecer, pra minha surpresa, tive um banho de cachoeira dessa sensação e me coloquei a pensar o quanto as pessoas esquecem que é esse o segredo do sucesso.

Falando especificamente de negócios, o quanto vemos por ai portas que se abrem e que em pouco tempo se fecham de lojas, restaurantes, cafés, salões de beleza e por ai vai.

Podem haver problemas administrativos, mas pra mim o grande problema é que as pessoas esquecem de ENCANTAR o cliente. Não se preocupam com a linguagem visual do do seu negócio considerando seu público-alvo e os objetivos da empresa (Missão, Visão, Valores).

Onde estão os detalhes? Como apresenta seu produto? Como é a embalagem? A apresentação da loja e dos funcionários? Eles conhecem seu produto? Essas são só alguns questionamentos e não gente, isso não é frescura! A imagem que o cliente forma sobre sua empresa não é apenas pelo produto que você entrega, mas sim por tudo que está a sua volta.

Quando você comprar um vestido da Osklen ou da Farm (duas marcas com conceitos fortes e bem definidos) ou você toma um café no Starbucks. O que mesmo importa? O vestido ou o café em si ou o mundo que você está vivenciando?

Vamos observar mais ao nosso redor e nos questionar mais sobre qual a imagem que está sendo projetada.

Por um mundo mais encantador!

Uma Mulher Feminina Contemporânea

Nenhum Comentário »

agosto 28th, 2012 Postado 8:11 pm

Essa mulher ama ser mulher e defende seus direitos, mas nunca queimaria sutiãs. Ela tem vários de todos os modelos, cores e estilos, usa e abusa deles!

Ela não gosta de lavar louça, mas ama fazer um jantarzinho para o seu amor e se sentir a mulher da casa.

Troca um lâmpada sem nenhum problema, mas acha super delicado o homem que abre a porta do carro pra ela.

Segura 37 sacolas de lojas cheias de roupas com o maior orgulho, mas não dispensa o homem que leva sua mala pra ela não fazer força.

Sempre toma uma cervejinha, come o lanche com a mão, mas com muita delicadeza e charme que só uma mulher tem.

Adora pérolas e saias rodadas, mas da sempre um espiadinha nas novidades automibilísticas e já tem na ponta da língua qual o seu carro preferido e seus itens de série.

Sonha com seu príncipe encantado, mas acha um saco homem grudento que não tenha vida própria.

Sempre está disposta a um jantarzinho a dois, mas não dispensa o barzinho semanal só com seus amigos.

Sai pra trabalhar, vai na academia, cuida da casa, do marido, dos filhos, do cachorros, sempre maquiada e sobra um tempinho pra folhear uma revista de moda.

Reclama em quanto o homem pode ter apenas 3 ternos e ser muito feliz enquanto ela precisa de um  vestido novo pra cada festa que aparece, fora sapato, bolsa e acessórios, ela não troca a diversão de se arrumar pra cada um desses eventos por nada.

E mesmo sabendo de todas as facilidade de ser um homem, não acha a menor graça em ser um!

Um salve as mulheres maravilhosas que conheço e a que estou por conhecer!

Marina

Comportamento X Imagem

Nenhum Comentário »

maio 15th, 2012 Postado 9:06 pm

Tenho sido muito procurada por empresas para fazer palestras abordando o tema “Comportamento”, o que assusta um pouco é ver como estamos tão deficientes nessa área no nosso dia-a-dia.
Se a gente parar pra pensar, o mundo sofre pelo simples fato das pessoas não se comportarem da forma que elas SABEM como devem. Por exemplo, todos sabem que jogar papel na rua é errado, mas isso continua acontecendo. Sabem que passar no sinal vermelho pode causar acidentes e é contra a lei, mas continuamos a ver isso nas ruas.

O mesmo acontece dentro das empresas, está muito claro o que devemos, usar, fazer e deixar de fazer, mas os mesmo erros continuam sendo cometidos.

Existe um dado muito interessante do Joel Dutra, um estudioso da área de comportamento no mercado de trabalho, e ele diz que 1 a cada 2 profissionais são demitidos por deficiência comportamental e que as empresas contratam pelas habilidade técnicas, mas são demitidas por problemas comportamentais.

Sempre fui a favor de que não temos que acatar tudo sem antes criticar se aquilo realmente faz parte do nosso “código de ética” e valores, mas vejo muito uma certa arrogância em relação às regras e condutas adotadas nas empresas, os funcionários estão condicionados a sempre achar que a empresa está contra eles e todas as medidas adotadas são para prejudicá-los.

Posso estar sendo um pouco dura, mas o que vejo muito é a falta de vontade dos funcionários se encaixarem no que é esperado deles e isso é retratado na sua imagem. Quanto menos você condiz em sua imagem e comportamento com o perfil da empresa e o que ela espera de você, mas “rebeldia” é notada pelas pessoas a sua volta, como uma barba por fazer em um escritório de Advocacia ou uma saia muito curta em uma empresa conservadora.

Se perceba e perceba o ambiente a sua volta, caso seu emprego não condiz com o que você acredita e você “acha” que está tudo errado, então realmente você não pertence a aquele lugar, caso o contrario aconteça a você na realidade quer se enquadrar e se tornar parte em todos os sentidos da empresa em que trabalha, não tarde a mostrar isso para o mundo!

Seus olhos dizem muito!

Nenhum Comentário »

novembro 23rd, 2011 Postado 6:13 pm

Como sempre digo e não me canso de repetir, tudo comunica algo o tempo todo!

E não seria diferente em relação aos nossos óculos, tanto de sol quanto de grau.

Além do estilo dos óculos, o tipo de armação, se tem armação ou não, a cor, o tamanho, se é retilíneo ou em curvas e isso tudo pode acentuar ou atenuar as linhas do seu rosto e até sua personalidade, sabia?

Se você repete as linhas do seu rosto nos seus óculos, você ganha mais atitude e se faz o contrário transmite um ar de mais neutralidade. Assim como o tamanho dos óculos, se contrasta com o tamanho do seu rosto, nariz, boca e olhos.

Mas o mais importante disso tudo é QUEM você é e o que quer que as pessoas PENSEM DE VOCÊ e é logo ali, no seu rosto, cara a cara, que se forma a tal primeira impressão e muito do que você tem a dizer ao mundo sobre você.

Seu cabelo, maquiagem, acessório e sim, SEUS ÓCULOS! (e depois vêm as roupas)

Nessa nossa sociedade de MENTES COMUNITÁRIAS, onde todo mundo acha que o certo é parecer com todo mundo e fazer o que todo mundo faz, trazer a tona quem você é, não ter vergonha e sim orgulho de suas diferenças é o faz uma pessoa ser admirada e feliz!

HASTA!

Não encarar é protelar…

1 Comentário »

setembro 12th, 2011 Postado 6:19 pm

Estive pensando a respeito dos problemas que passamos na nossa vida e como temos a tendência de culpar alguém ou alguma coisa sempre. Mas a algum tempo aprendi uma coisa que me fez ficar mais atenta a isso. Aprendi que tudo depende da gente e de mais ninguém. Se algo afeta alguma coisa na sua vida, foi você quem permitiu, de alguma forma ou em algum momento, que isso acontecesse.

A vida está sempre em movimento, as pessoas sempre se trombam, oportunidades passam na sua frente, as vezes até param e dão tchauzinho, mas depende SEMPRE de seu movimento de pegá-las e aproveitá-las.

Somos presenteados por DEUS (seja lá qual for o seu DEUS e suas crenças) por inúmeras maneiras de evoluir sempre e perceber qual o caminho a seguir. Basta apenas seguir o coração e ler os sinais que o Universo te envia.

Tem um blog INCRÍVEL que eu sigo (e super recomendo): http://espalheoamor.com.br/ , que publicou um artigo lindo sobre palavras e atitudes. Tirei de lá um pedacinho que ilustra muito bem como funcionam as nossas atitudes nas nossas vidas.

A Decisão Inflama Nossos Corpos

(…) A tomada de decisão é o estopim da atitude. Com medo de encarar um problemão pessoal, você finalmente toma a decisão de ir lá e encarar uma bela fatia de pizza, e depois um sorvete, e depois uma barra de chocolate, só pra terminar com um delicioso pote de Nutella. Eu AMO Nutella.

Qual é a razão por trás dessa decisão? Podem ser várias. Uma possível é que talvez você tenha decidido que não vai encarar um problema de frente, porque se encarar, vai estourar outro problema maior. Isto é a primeira decisão, baseada em medo. Se você decidiu que realmente não vai encarar o problema, ele se tornou automaticamente impossível de ser resolvido. Ponto final.

Sabendo que o problema é impossível de ser resolvido, você sabe que vai ficar com uma dor constante, virtualmente pra sempre. Você chega à conclusão de que precisa aliviar essa dor, e esta se torna uma razão excelente pra você exagerar nos chocolates – enquanto ele fizer efeito, tudo estará bem e feliz. O chocolate tem efeitos colaterais óbvios.

No entanto, você já decidiu que nunca vai ser gorda, então essa estrutura de pensamento faz você automaticamente decidir se matricular em uma academia. Você malha várias vezes por semana. Curiosamente, nunca se sente boa o suficiente. O motivo é o fantasma do chocolate, além do fato de você ter decidido acreditar que“boa o suficiente é ser como as celebridades de capa de revista.
Estas feras estão lá por causa de razões ‘corrompidas’. Ou seja, se você carrega na sua mente uma estrutura de pensamentos sobre impossibilidades, vai automaticamente se sentir impossibilitada(o).”

Então, pra concluir, não tenha medo de encarar seus problemas de frente, todo tipo de sentimento que não agrada nosso corpo ele da um jeitinho de exteriorizar isso, sempre! Basta a gente se perceber.

O amor destrói barreiras, constrói alicerces, da forças, alimenta alma. É o maior presente que Deus nos deu! (pode confiar)

Ótima semana!

Tinha alguém que não achava ela incrível…

Nenhum Comentário »

agosto 7th, 2011 Postado 4:25 pm

A exatamente 15 dias atrás, aquela cantora maravilhosa e muito polêmica pelo seu envolvimento com drogas (isso inclui o álcool) morreu sem muita explicação em sua casa, não sabem se foi overdose ou abstinência, mas pra mim pouco importa a causa em si.

De tudo isso na vida dessa garota talentosíssima o que mais me chamou a atenção e me chocou foi saber que ela tinha algo, que é até antagônico, alta baixo auto-estima!

Na minha opinião, pior do que qualquer droga que consumiu ou copo de vodka que tomou é ela não se gostar, se admirar e se amar acima de tudo.

Ela era linda, estilosa, uma voz incrível e única, estilo musical próprio, seu talento super reconhecido. A gente olhando de fora parece impossível, não é?

A falta de auto-estima é capaz de acabar com tudo isso como aconteceu com a Amy, acabou com a vida dela literalmente. É como uma bactéria que vai corroendo a gente por dentro e consegue destruir tudo de bom que a gente tem. Não importa quem lá fora diga alguma coisa para nós, se não acreditarmos é o que importa, tanto coisas ruins quanto boas.

Não sei exatamente o que ela pensava de si mesma, mas sei que isso acontece muito e com muita gente ao nosso redor. Pessoas incríveis que não se dão valor e sempre estão pra baixo e reclamando de alguma coisa em sua vida ou em seu corpo.

O que quero com isso é trazer um novo olhar sobre a morte dela, é ver o recado construtivo que está em uma perda dolorosa. É achar esse antagonismo e trazer para nossas vidas como um ensinamento. Além do recado de que drogas são ruins, os motivos que levam as pessoas a consumi-las são piores ainda!

Acredito muito no questionamento, falta a gente se investigar mais a fundo pra ter uma afirmação sobre as coisas. Quando pensar ou ouvir alguma coisa ruim a seu respeito, questione. Algo bom também, mas entenda da onde isso vem e aceite. Críticas ruins para melhorar e as boas para amadurecer e gostar de si mesmo. Aceite um elogio, você pode muito bem agradecer com um “muito obrigado” e por dentro dizer “EU SOU” e está tudo bem! Não é nem um pouco feio você se achar bonito, inteligente, competente, enfim…

Em busca sempre de um mundo melhor com pessoas cada vez mais felizes umas com as outras e com elas mesmas!